REFORMA DA PREVIDÊNCIA | Filho de Bolsonaro diz ser difícil aprovar mudança na Previdência este ano

Notícias

Presidente eleito defendeu na segunda votar 'alguma coisa' ainda em 2018

O Globo - BRASÍLIA — O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente eleito Jair Bolsonaro, afirmou ser difícil aprovar alguma mudança na Previdência ainda neste ano, apesar de seu pai ter falado na segunda-feira que gostaria de votar "alguma coisa" em 2018.

— Acho difícil aqui, pelo tempo — disse Eduardo Bolsonaro.

O presidente eleito está em Brasília, pela primeira vez após as eleições, para participar de uma solenidade no Congresso em comemoração aos 30 anos da Constituição Federal, entre outros compromissos.

Eduardo Bolsonaro pretende acompanhar o pai na visita de cortesia que ele fará ao presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, na quarta-feira. Uma fala dele durante a campanha insinuando a possibilidade de fechar o STF gerou polêmica.

O deputado federal diz ter apenas reproduzido uma brincadeira que ouviu e que a repercussão foi exagerada. Ele afirma que não há constrangimento com o Supremo e que só não irá com o pai ao encontro se tiver alguma votação na Câmara no mesmo horário. A agenda está prevista para 10h desta quarta-feira.